2 de setembro de 2014

Como eu era antes de você

Postado por Gabrielly Tobias às 21:46

Jojo Moyes (Intrínseca)

1° edição, Abril de 2013

sinopse:

Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento.
O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro. Como eu era antes de você é uma história de amor e uma história de família, mas acima de tudo é uma história sobre a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.

Resenha de bom gosto:

Como eu era antes de você é aquele tipo de história que não importa o quanto atarefada você estiver, nem o quão cedo você terá que acordar no dia seguinte, você simplesmente se rende ao mundo envolvente de Lou e Wil. O cinismo de Wil e a tolerância temporária da senhorita Clark, as provocações e confissões que ocorrem no decorrer da trama te fazem querer enlouquecidamente saber o final dessa relação tão linda. Em minha primeira leitura de JoJo Moyes, só posso dizer que fiquei fascinada pela maneira que a autora nos convence do sofrimento, de cada um dos personagens perante a situação de Wil, de como ela expõe a personalidade de cada um lidando com o acidente, a irmã do wil sendo egoísta e insensível para disfarçar o que realmente sente, da sr. Traynor se mantendo fria e séria, tentando não desabar com a ausência do marido e as atitudes do filho. Jojo nos comove não só com as dificuldades enfrentadas por quem é deficiente, mas também com as dificuldades de quem está a sua volta, se mantendo firme, esperançoso e apreensivo por qualquer sinal de melhora. Além do amor, esse livro trata principalmente daquela pontinha de esperança, que todos nós temos de que as coisas precisam acontecer á nossa maneira. O crescimento de todos ao longo da história é visível, e com certeza o título também se aplica a nós, nos comove, nos cativa e nos modifica. Recomendadíssimo !

0 comentários:

Postar um comentário

 

Resenhas de Bom gosto Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos