25 de setembro de 2014

A última carta de amor

Postado por Gabrielly Tobias às 16:30

Jojo Moyes (Intrínseca)

1 edição, Abril de 2012

Sinopse:

Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. De volta à casa com o marido, ela tenta, em vão, recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer falta alguma coisa. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por “B”, e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante. Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalhava. Obcecada com a ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido — em parte porque ela mesma está envolvida com um homem casado —, Ellie começa a procurar “B”, sem desconfiar que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas do seu próprio relacionamento.



Resenha de Bom Gosto:

A ultima carta de amor é uma história um tanto diferente dos romances convencionais, ela aborda a traição em seus diferentes veres, da mulher que é sujeita as grosserias e machismo de seu marido, que se apaixona perdidamente por um escritor que lhe dá a atenção e o privilégio de ser muito bem tratada, enquanto Ellie, a jornalista que descobre o caso por meio de cartas, arquivadas á muito tempo atrás, se identifica, por também manter um relacionamento com um homem casado. A Ultima carta de amor é narrada em terceira pessoa, e as histórias dos dois casais, tanto como suas vidas, intercalam no livro, confesso que isso me incomodou um pouco no começo, por não conhecer os personagens fiquei meio perdida na trama toda. Essa é a segunda obra que leio da autora, comecei por: Como eu era antes de você, e amei com todas as minhas forças, a autora foi muito convincente em todos os sentimentos de cada personagem, acabei entrando nessa história com uma expectativa MUITO alta, querendo que se iguala-se ou superasse Como eu era antes de você, o que não aconteceu. Ainda assim, achei um tema diferente e interessante, adorei a proposta e com toda certeza adorei o final, ainda que a leitura seja um tanto massante no começo, a espera acaba valendo a pena. A história nos passa lições sobre confiança, expectativa e nos mostra as diferenças, entre um amor verdadeiro e uma ilusão que as vezes nós criamos, só para suprir nossas expectativas.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Resenhas de Bom gosto Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos